Jogos que abordam a temática LGBTQIAP+

Por Larissa Costa

Junho é o mês do orgulho LGBTQIAP+ por um motivo muito importante para comunidade. A data é devido ao ocorrido no dia 28 de junho de 1969 no Bar Stonewall Inn em Nova York, local que possuía frequentadores em sua maioria trans, lésbicas e gays. A comunidade que frequentava o local sofreu diversas batidas policiais e resolveram reagir, tornando a data marcante.
Com a visibilidade trazida por esse mês, as grandes empresas e corporações começam a levantar a bandeira de inclusão e diversidade ao redor do mundo, deixando claro que, infelizmente ainda há um caminho muito longo de inclusão e combate ao preconceito que devem ser promovidos pelo mundo corporativo.
Hoje em dia, com a necessidade da conscientização na indústria do entretenimento, é possível encontrar séries, filmes, livros que são produzidos com personagens e histórias LGBTQIAP+. Com mundo dos games não foi diferente, há um grande aumento no número de jogos desenvolvidos com a premissa voltada para a comunidade do vale.
Miss Lalidis separou uma seleção de jogos em que você pode mergulhar nesse universo:

1. LongStory (Disponível em: Mobile) 

(Reprodução: Nitendo)

O jogo se passa em um ambiente colegial em que você tem a liberdade de fazer escolhas que permeiam diálogos e encontros em que você pode escolher o pronome que preferir.
Sasse, personagem principal, é estudante do colegial e precisa se enturmar em seu novo país. O jogo é bem dinâmico e leva ao jogador a ter que lidar com questões sobre o preconceito de forma incisiva, o colocando-o no lugar de um personagem que sofre na pele discriminação que muitas vezes não se conhece.

2. The Sims 4 (Disponível em: PS4, XBOX One, Windows e Mac)

(Reprodução: EA Games)

Criado por Will Wright, The Sims 1 foi lançado em 4 de fevereiro de 2000, sendo um jogo de simulação da vida em 2D no qual você pode criar e controlar vidas de personagens virtuais. Em 2014 o jogo inseriu a atualização em que casais LGBTQIAP+ pudessem se casar e ter filhos, além disso, foram introduzidas 4 famílias lésbicas e uma família gay entre os residente, além de uma personagem trans. O jogo é queridinho do vale pela liberdade de criação, inclusão e diversidade que ele possui.

3. Life is Strange (Disponível em: PS4, Xbox One, Switch, Windows, Mac e Ios)

(Reprodução: Amazon)

Quem conhece o jogo se apaixona pela história da Max e da Chloe. Life is Stranger foi lançado em 2015, permitindo que os jogadores experimentassem novos capítulos a cada 2 meses. Cada decisão que o player tomava em relação aos capítulos impactava na história do game. O jogo conta a trajetória de Max Caulfield, jovem de 18 anos, estudante de fotografia, que descobre que tem a habilidade de voltar no tempo e precisa usá-la para salvar a cidade que vai ser destruída por uma tempestade que se aproxima.

4. Dream Daddy: A Dad Dating Simulator (Disponível em: PS4, Switch, Windows e Mac)

(Reprodução: Nitendo)

Dream Daddy foi lançado em 20 de julho de 2017 e é um simulador de namoro em que você é um pai solteiro que se muda para um novo bairro em Maple Bay com sua filha e está em busca de conhecer novos pais solteiros. Você pode escolher como será seu personagem e também mapear sua história dentro do jogo, escolhendo os melhores datings. A arte do jogo é interessante com diálogos divertidos, não tem como não amar, né?

 2,547 total views,  8 views today

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: