Dia do Orgulho LGBTQIA

Um dia que só pode ser celebrado hoje por conta das diversas lutas e injustiças do passado: o dia 28 de junho é mais do que uma data para lembrar, mas sim uma data para continuar resistindo. Há 51 anos atrás, nesse mesmo dia na Nova York de 1969, acontecia a Revolta de Stonewall, determinada como início do movimento LGBTQI+ moderno.

            Na década de 60 nos Estados Unidos as relações entre pessoas do mesmo sexo eram consideradas crime e, além disso, estabelecimentos tidos como gays eram proibidos de vender bebidas alcóolicas. A exceção dessa regra era Stonewall Inn, cujos donos possuíam ligação com a máfia italiana e pagavam propina para que ele funcionasse, deixando que o bar passasse pela vista grossa da polícia.

            Stonewall Inn era considerado ponto de encontro da comunidade LGBT+, tendo como grande parte de seu público jovens periféricos ou que haviam sido expulsos de casa por homofobia, além de receber também drag queens, tratadas com hostilidade em outros lugares. Um dia, porém, a polícia não fez vista grossa.

            Durante a madrugada 9 policiais entraram no bar, agrediram frequentadores e 13 pessoas foram detidas. Foi então que a comunidade deixou de apanhar e reagiu: objetos que variavam de moedas a garrafas foram jogados na polícia que precisou montar uma barricada para se defender. Ao final, os próprios policiais estavam encurralados dentro do bar.

            O acontecido repercutiria então não somente nos próximos dias, como também nos próximos anos. Nos acontecimentos que se seguiram, a comunidade LGBT+ que até então se escondia por medo, foi às ruas protestar contra a perseguição policial, tornando esse episódio uma resistência pública inédita. Foi assim que Stonewall fez surgir a ideia do orgulho de ser LGBT+, de ocupar espaços e lutar pela igualdade de direitos.

Essa data tão importante deve ser celebrada, é por isso que festivais e marchas são feitos todos os anos, sendo uma oportunidade de unir e celebrar o orgulho de ser quem é, além de conscientizar a população sobre inclusão e igualdade no mundo todo, é um espaço de manifestação dos direitos por todo o público LGBTQIA+.

No Brasil, a Parada do Orgulho começou em 1995, quase 30 anos depois e se tornou a maior festa do mundo, mas com a pandemia alguns ajustes tiveram que ser feitos. Este ano foi comemorado a 25° Parada do Orgulho LGBTQI+ de São Paulo de forma virtual, algumas lives foram feitas nos dias 4,11,18 e 25 de junho, transmitida por 11 canais do youtube.

 E hoje, no dia oficial, a Organização Brasília Orgulho, realizou a sua manifestação de orgulho, através de uma live às 20h, onde houve a iluminação arco-íris no Congresso Nacional. A ação que foi feita através de vaquinhas e será doada cestas básicas para LGBTs, busca fazer história no centro do poder político do país.

 1,886 total views,  2 views today

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: